12 de out de 2010

Dilma, Nossa Senhora Aparecida e Edir Macedo

Além dos planos anticatólicos que a Dilma propõe para o Brasil, como a legalização do aborto, o "casamento" homossexual, a promoção da prostituição e o fim das manifestações públicas da fé (imagens em lugares públicos, procissões, etc), vocês sabem quem apoia abertamente a candidata do PT? Edir Macedo. Ele mesmo, o dono da Record e da Igreja Universal do Reino de Deus apoia a candidata petista Dilma. Os dois têm muito em comum: todas as vezes que surgem denúncias de crimes, os dois se dizem perseguidos, caluniados, etc, etc, mesmo que haja mais do que provas suficientes. Ah, e os dois são abortistas declarados. Eis a notícia do apoio de Edir Macedo à Dilma:
.
http://www1.folha.uol.com.br/poder/806780-edir-macedo-divulga-carta-em-apoio-a-candidatura-de-dilma.shtml
.
Católicos, pensemos. Qual é o interesse de Edir Macedo em apoiar a Dilma? Há alguns. Com o apoio dele, muitos votos dos fiéis da IURD irão para a Dilma, mas nada é de graça. Dilma ajudará a expandir a Rede Record. Dilma odeia a Globo e pode fechá-la, assim como Hugo Chavez na Venezuela fechou o maior canal de TV de seu país. Mas, o principal, seria atacar a Igreja católica. Já há boatos de ameaças do governo do PT em cortar relações com o Vaticano. Se Dilma vencer, a Igreja será perseguida - assim como todos os veículos de comunicação - por se opor a ela. Umas das primeiras medidas seria retirar o título de padroeira de Nossa Senhora Aparecida. Posteriormente, a retirada das imagens católicas de todos os lugares públicos (por exemplo, o Cristo Redentor ou a imagem do padre Cícero, em Juazeiro do Norte). Hoje, dia de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira e Rainha do Brasil, lembremos do pastor da Igreja Universal do Reino de Deus que chutou a imagem de Maria Santíssima exatamente num dia 12 de outubro.





Edir Macedo que odeia os católicos apoia Dilma. A mesma IURD cujo pastor chutou a imagem da Mãe de Deus apoia a Dilma. E Dilma quer nos enganar indo à Aparecida e dizendo ser devota de Nossa Senhora. Verdadeiros devotos de Nossa Senhora não se aliam à pessoas que odeiam a Mãe de Jesus e chutam sua imagem.

9 de out de 2010

A perseguição religiosa de Dilma já começou

O Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH), formulado pelo governo do PT com a participação de Dilma, tem como um dos seus objetivos calar a boca de padres que se opõe ao aborto, à falta de liberdade religiosa, ao "casamento" entre homossexuais. Dilma ainda nem se elegeu, mas a perseguição já começou: Dilma entra na justiça e terá direito de resposta na Canção Nova. Ou seja, o cala a boca já começou. Interessante frisar que o que foi dito pelo padre ocorreu durante a homilia da Santa Missa. Com Dilma no governo, nossos padres não poderão falar o que quiser com o risco de serem presos e processados.
.
PT e TV católica entram em acordo por direito de resposta de 8 minutos
.
FELIPE SELIGMAN
DE BRASÍLIA
.
O PT e a TV Canção Nova, ligada à Igreja Católica, formalizaram um acordo, nesta sexta-feira, sobre o pedido do partido ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para veicular direito de resposta de 15 minutos contra sermão do padre José Augusto Souza Moreira.
.
A defesa de Dilma considerou que as palavras do padre foram ofensivas e poderiam afetar a candidatura da petista.
.
Ficou decidido que o partido poderá veicular um direito de resposta menor, com oito minutos de duração, na programação matinal da TV "Canção Nova". O acordo foi apresentado ao TSE, que terá de confirmá-lo. A resposta deverá ir ao ar no dia útil seguinte ao pronunciamento do tribunal sobre o fato.
>
Em homilia veiculada no canal católico, o José Augusto afirmou que não poderia se calar "diante de um partido apoiando o aborto".
.
"Podem me matar, podem me prender, podem fazer o que quiser. Não tenho advogado nenhum. Podem me processar e, se tiver de ser preso, serei. Mas eu não posso me calar diante de um partido que está apoiando o aborto, e a Igreja não aprova", afirmou.
.
Segundo a representação do PT contra sua fala, o padre, ao dizer que poderia ser morto, ou preso, fez uma "clara sugestão caluniosa de que o PT poderia praticar algum crime contra a sua integridade física".
.
O acordo enviado ontem ao TSE, afirma que, depois do pedido de resposta elaborado pelo PT, a TV Canção Nova respondeu que atenderia em parte o pleito petista, já que não houve "intenção ofensiva" nem do padre, nem da rede de televisão.
.
O partido insiste, porém, em dizer que a veiculação da resposta é necessária, já que a mensagem de José Augusto pode interferir no resultado das eleições. O caso está no gabinete da ministra Nancy Andrighi.
>
.
Assista à homilia do padre José Augusto:
.